• PT
  • EN

SET 30 anos: leia reportagem de 1988 sobre a criação da entidade

Como parte das celebrações pelos 30 anos da SET, compartilhamos um documento histórico: a matéria original publicada no Jornal do CREA-RJ em maio de 1988 que reporta a criação da SET. A reportagem ocupa meia página do informativo (foto). Além do texto, contém quatro fotos que mostram a platéia presente, o Ministro das Comunicações e o presidente do Crea na época; Adilson Pontes Malta, o primeiro presidente da SET, além da atual presidente, Liliana Nakonechnyj. No destaque também, um enorme logo da entidade. (Texto publicado na íntegra)

Quem te viu, quem TV: ampliando espaço

Com a participação de todas as cabeças de redes nacionais de televisão, principais emissoras regionais e as mais importantes organizações industriais de fornecedores do setor, foi fundada no dia 25 do mês de março, no Rio de Janeiro, a SET – Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. A nova entidade, que veio a preencher uma lacuna até então existente no país na área, já que o Brasil até hoje não tinha o seu órgão nacional que representasse o setor de operações (engenharia) de televisão, visa acima de tudo o aprimoramento profissional e técnico do setor, e atende com a sua criação a uma antiga reivindicação de todos – e são mais de 10 mil pessoa em todo o país – que nele trabalham.

A solenidade de fundação da SET – Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão aconteceu no Hotel Sheraton com a presença do Ministro das Comunicações, Antônio C. Magalhães, do CREA-RJ e diretores das redes nacionais de TV, das principais emissoras regionais e representantes da indústria, sem falar do próprio presidente da SMPTE – Society of Motion Pictures and Television Engineers-, o norte-americano Carlos Kennedy, que veio ao Brasil exclusivamente com aquela finalidade. A SMPTE é a entidade mundial do setor.

Primeira diretoria

A primeira diretoria da SET, já empossada em suas fundações no ato da fundação da entidade, tem por presidente Adilson Pontes Malta (TV Globo), estando também constituída por Miguel Cipolla (TV Bandeirantes), 1º Vice-Presidente: Francisco Cavalcanti (TV Manchete), 2º Vice-Presidente: Ricardo Fonseca Kauffmann (LG Engenharia), Diretoria Administrativa Financeira: Rubens Ortiz (TV Record), Vice da DAF: Jaime de Barros Filho (TV Globo), Diretoria de Eventos: Claudio Nemoto (Nikson), Vice da DE: Carlos Capelão (Phase), Diretoria Técnica: Luís Cláudio D´Avila (RBS TV Gaúcha), Vice da DT: Fernando Azevedo Ribeiro Mariano (Embravídeo), Diretoria de Comunicação Social: Romeu Cerqueira Leite (TV Globo), Vice da DCS: Heloísa Santana (TV Globo), Diretoria Editorial: Olímpio Franco (Abril Vídeo). O Conselho Fiscal da primeira diretoria da SET está formado por Alfonsus Aurin (SBT), Francisco Julio Paiva Rabelo (TV Educativa), Mario Veras Júnior (IREB), Alfredo Miraluna Magdalena (TV Globo) e José Wanderleu Schumalzt. O Conselho Técnico por Fernando Mattoso Bittencourt Filho (TV Globo), Newton Cagiano (TV Bandeirantes) e Orestes Lúcio Jardim Polverelli (TV Educativa). E, finalmente, o seu primeiro Conselho Editorial por Aurélio Garcia (SBT), Cauby Sampaio de Monte (Globotec) e VitorPurri (ABERT).

Os objetivos da SET

O primeiro presidente eleito para a recém criada Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), Adilson Pontes Malta, anunciou que a nova entidade tem por finalidade ser um órgão de difusão, expansão, estudo e aperfeiçoamento dos conhecimentos técnicos, operacionais e científicos relativos àquela área. Tanto que se propõe, e desde já, a promover pesquisa e desenvolvimento das tecnologias em engenharia de televisão, através mesmo de atividades que integrem todos os profissionais ligados ao setor técnico em termos de televisão no país.

E para atingir a suas metas, a SET reunirá engenheiros, técnicos, pesquisadores, professores, estudantes e demais interessados, envolvidos direta ou indiretamente com a engenhaira de televisão. Reunirá também em seus quadros os órgãos, entidades, empresas e outras pessoas jurídicas cuja atividade fim esteja diretamente ligada àquela área técnica. Vai constituir-se dessa maneira em um fórum para debater e opinar sobre o uso no Brasil de novas tecnologias e processos relavitos ao setor, bem como cooperar com os órgãos governamentais no estabelecimento de regras e padrões técnicos relativos à engenharia de televisão, propondo, inclusive, normas técnicas à área.

Estimulando o intercâmbio sócio-cultural de seus membros, relacionando-se e, se possível, associando-se à todas as congêneres internacionais, a SET se propõe também a se relacionar com todas as entidades nacionais cujo escopo principal seja uma atividade técnica que possa interessar à engenharia de televisão. Finalmente, como adiantou ainda o seu primeiro presidente, Adilson Pontes Malta, fazer publicar periódicos técnicos, promover seminários, cursos e congresso, editar obras, enfim tudo empreender para divulgar a engenharia de televisão no país, bem como estabelecer elevados padrões profissionais e aperfeiçoar o sistema de formação de especialistas na área.