• PT
  • EN

CES 2020 aposta em 8K, IA, 5G e IoT

Reportagem Especial

Inteligência Artificial (IA), TVs de UHD, óculos e câmeras cada vez menores foram os destaques audiovisuais da maior feira  de tecnologia do mundo realizada em Las Vegas no início deste ano

por Fernando Moura

Las Vegas Convention Center começou a segunda década do século XXI com novidades e tendências tecnológicas na CES 2020, evento organizado há 50 anos pela Consumer Technology Association (CTA) que, mais uma vez, revelou-se o centro da tecnologia de consumo mundial. Nesta edição, foram lançados mais de 20.000 produtos, houve mais de 4.400 empresas expositoras — de marcas globais de tecnologia até startups, e cerca de 170.000 participantes que passaram pelos pavilhões durante o evento.
“A CES 2020 inspirou e conectou os principais setores do mundo. A inovação apresentada remodelará as indústrias, criará empregos, alimentará a economia global e melhorará a vida em todo o mundo”, disse Gary Shapiro, presidente e CEO da CTA. Pela sua parte, Karen Chupka, vice-presidente executiva da CES, afirmou no encerramento do evento que “esta semana mostrou que toda empresa é realmente uma empresa de tecnologia. Marcas globais de tecnologia se misturaram com empresas de tecnologia não tradicionais para mostrar como a inovação está promovendo negócios em todos os mercados, e preparando o cenário para a próxima década”.
Entre muitos dados revelados em Las Vegas, destaque para o relatório “8 Key Consumer Tech Trends in Entertainment”, que mostra que o consumo de vídeo por streaming continua a crescer. De fato, números revelados na CES 2020 mostram que as despesas do consumidor em serviços de streaming de vídeo já representam mais de dois terços da receita total dos serviços de streaming por assinatura (a música representa pouco menos de um terço) e prevê-se que continue aumentando em um ritmo forte, até 24% em 2020, alcançando os US$ 21,9 bilhões.
Ainda segundo o relatório elaborado pela CTA, o aumento não é em todos os setores. “Os decodificadores de satélite estão experimentando um declínio vertiginoso nas unidades vendidas e a previsão é de que caiam em 2020 em 30% a partir dos níveis observados em 2015. Em comparação, as vendas de set-top-boxes para TV a cabo tiveram um declínio moderado, queda de 4% em relação a 2015. Juntos, os decodificadores tradicionais (STBs) deverão vender 23,7 milhões de unidades em 2020. Media players de transmissão (SMPs) verão 20,7 milhões de unidades vendidas”.

O presidente e CEO da Samsung, H.S. Kim, apresentou o Ballie, um pequeno robô rolante que entende, apoia e reage às necessidades do seu cliente para ajudar ativamente em casa

Novidades
A Samsung Electronics anunciou a ‘Era da Experiência’ na CES , que foca em tecnologias e experiências centradas no ser humano — um robô para cuidados pessoais, a casa do futuro equipada com IA e uma cidade inteligente movida pela IoT e pelo 5G. Em seu keynote de abertura da CES, o presidente e CEO da Samsung Consumer Electronics, H.S. Kim, anunciou uma década de inovação centrada nos seres humanos, combinando hardware e software com perfeição para criar experiências personalizadas que tornam a vida mais prática, mais agradável e mais significativa.

Samsung Sero TV é uma smart TV 4K de 43 polegadas que possui um sistema de colunas com 4.1 canais e potência de 60 watts, sendo a primeira que pode ser utilizada horizontal ou verticalmente

Segundo Kim, “a maneira como cuidamos de nós mesmos e de nossa família, como podemos personalizar nossas casas para atender às nossas necessidades individuais e construir cidades inteligentes mais seguras e mais sustentáveis”, e o eixo do desenvolvimento tecnológico da empresa”. Assim, o executivo mostrou os mais recentes avanços em robótica inteligente, IA, 5G e computação de ponta, oferecendo um vislumbre de um futuro não muito distante em que essas tecnologias se unirão para oferecer experiências mais ricas e adaptáveis aos consumidores”.
A Samsung avançou, entre outros pontos, sobre casa do futuro. Federico Casalegno, diretor de Inovação de Design do Samsung Design Innovation Center, afirmou que a casa oferecerá experiências únicas e imersivas, com inovações de ponta, como IA, sensores e análise de dados: “Como um organismo vivo, a casa inteligente será um espaço profundamente pessoal, adaptando experiências para cada um de nós, de acordo com nossas necessidades pessoais.”
Casalegno destacou como as fronteiras espaciais dos mundos físico e digital estão se dissolvendo, transformando os espaços do nosso dia a dia em espaços de experiência sob medida, como uma galeria de arte, estúdio de ioga e outras formas imagináveis de espaço. Essa mistura dos dois universos, segundo Federico, é o que vai transformar o lar na próxima década. Ele fez a primeira demonstração imersiva da tecnologia GEMS (Gait Enhancing & Motivating System, Sistema de Aprimoramento e Motivação da Caminhada) onde mostrou como os consumidores podem usar óculos de realidade aumentada para se exercitarem com um personal trainer virtual, escalar uma montanha ou andar debaixo d’água, no conforto de sua sala de estar, enquanto o GEMS reúne e analisa resultados para fornecer recomendações de ações personalizadas.
A Samsung também mostrou como uma sala pode ser transformada usando-se uma tela, como a MicroLED, uma combinação de software, IA, IoT e hardware. “A tela não é um produto — ela é a sua janela para o mundo, permitindo que você se conecte instantaneamente a seus entes queridos e amigos, como se vocês todos estivessem na mesma sala”, disse Casalegno, enfatizando que as salas inteligentes podem oferecer experiências ilimitadas. “As pessoas podem ver e experimentar quase tudo que há no mundo, e até o desconhecido, através da tela.”

 

Óculo de realidade Virtual da Panasonic apresentado na CES 2020

Realidade Virtual e Aumentada
A Panasonic apresentou óculos de realidade virtual com tecnologia HDR (High Dinamic Range) que podem ser utilizados para vídeos em 4K e trazem uma série de novos serviços que incluem opções de experiências virtuais interativas e esportes, tanto reais como e-sports. Vale lembrar que estes são os primeiros óculos com tecnologia HDR do mercado, possuem uma resolução de 3840 x 2160. Um dos diferenciais, explicou a empresa japonesa, é que os óculos possuem um ajuste confortável e são leves. De fato, explica a empresa em comunicado, “embora os óculos VR convencionais com imagens de alta qualidade e alta qualidade de som ofereçam aos usuários experiências simuladas altamente imersivas, esses óculos tendem a ser grandes em tamanho e exigem que os usuários os prendam à cabeça, o que pode causar desconforto ao usuário”.

Estande da Here na CES 2020

Para reproduzir imagens UHD HDR, o equipamento está equipado com um painel micro OLED codesenvolvido pela Kopin Corporation e Panasonic. As imagens naturais e suaves obtidas sem o “Screen door effect/Efeito da porta da tela”, são fruto de uma “tecnologia inovadora que faz que as linhas finas que separam os pixels se tornem visíveis na imagem exibida no display” permitem uma experiência de imersão maior.
Por outro lado, a Bose e Here impulsionam a experiência de realidade aumentada (AR) combinando tecnologias de localização e Áudio.
A colaboração deu  aos desenvolvedores da Here acesso à  plataforma Bose AR e aos recursos de áudio espacial estendendo a plataforma da empresa, as tecnologias de posicionamento e tecnologias de localização para mobile SDK aos desenvolvedores que criam aplicativos e experiências de realidade aumentada.
Os desenvolvedores da Here aproveitaram, segundo explicam os seus porta-vozes, os sensores integrados nos frames da Bose, nos fones de ouvido sem fio QuietComfort 35 II e no Noise Canceling Headphones 700 por meio do SDK da Bose AR para criar navegação aprimorada e experiências de usuário contextuais (ou seja, os usuários recebem conteúdo relevante de onde estão) com base nos dispositivos, campo de visão ou direção da viagem. O Bose AR SDK acessa um ambiente de desenvolvimento de sensores e acústica em um wearable habilitado para Bose AR para aprimorar a realidade com o som. A tecnologia pode ser controlada com comandos de voz, gestos na cabeça e toque.

Aonic 215 True Wireless Sound Isolating Earphones da Shure

“O áudio e a localização são componentes críticos no kit de ferramentas do desenvolvedor de realidade aumentada, e essa parceria incorpora nosso foco nas relações com o desenvolvedor: capacitar e criar soluções impactantes”, disse Jorgen Behrens, vice-presidente sênior de aplicativos da Here. Entretanto, Michael Ludden, chefe global de capacitação da Bose, afirmou que “a combinação da tecnologia de posicionamento da Here com suporte de Bluetooth e banda ultralarga permitem aos desenvolvedores inovar e construir o futuro dos serviços com realidade aumentada”.
Continuando com o Áudio, a Shure lançou o Aonic 215 True Wireless Sound Isolating Earphones, com o mesmo design que músicos utilizam para monitoramento in-ear durante apresentações ao vivo. Com até oito horas de bateria e mais três cargas, “estes earphones oferecem qualidade de som excelente em tamanho compacto, com conforto excepcional e ajuste seguro para uma experiência musical sem interrupções”, afirma a empresa.
De fato, explica em comunicado a Shure, esta solução chega porque para “manter-se fiel à qualidade de áudio, o time de engenheiros da companhia focou em equilibrar os sons ambientes com a acústica da linha de produtos Aonic. Isso, combinado à tecnologia Bluetooth de ponta e a codecs, permite que a empresa mantenha sua qualidade de áudio até mesmo em formato wireless”. A solução permite, ainda, que o cliente utilize o “modo ambiente”, isto é, “sintonize o quanto você quer ouvir com o aplicativo ShurePlus Play, disponível para iOS e Android e desenvolvido para permitir personalizações na linha Aonic”.

Na nova TV ZH8 da Sony o contraste é ainda mais acentuado pelo X-tended Dynamic Range PRO4, que ajusta o brilho para picos mais elevados e negros mais profundos nas sombras

Câmeras
A Panasonic lançou três câmeras 4K 60p de pequeno porte. A câmeras HC-X1500, HC-X2000 e AC-CX10 suportam gravação Interna 4:2:2 10bit, e o codec HEVC de alta eficiência e o Wi-Fi integrado suportam HD Live Streaming sem equipamento adicional. As camcorders chegam com wide-angle 25 mm e lentes de 24x optical zoom. Os modelos têm um design compacto e foco automático de alta precisão.
Por outro lado, apresentou a linha Lumix S1H, um conjunto que serão as câmeras digitais oficiais dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Tóquio 2020. A LUMIX S1H é uma câmera digital sem espelho de lente única, equipada com um sensor de imagem de quadro completo, combinando gravação de vídeo de qualidade cinematográfica com a alta mobilidade de uma câmera sem espelho. “É a primeira câmera do mundo capaz de gravar vídeo a 6K/24p (proporção 3:2), 5.9K/30p (proporção 16:9) e 4K/C4K 10-bit 60p”.
Pela sua parte, a Canon apresentou no seu estande no Las Vegas Convention Center a sua nova câmera DSLR EOS-1D X Mark III, que grava vídeo em RAW em cartões de memória CFast e CompactFlash, e possui dois slots CFexpress. A velocidade de transferência pode chegar a 1,400 megabytes por segundo.
O vídeo full frame utiliza o codec HE-VC/H.265 de 10 bits com o Canon Log ou Raw de 12 bits é gravado em RAW, e possui uma resolução de 5.5K como máxima, mas pode ser comprimido para 4:2:2 a 10 bits chegando aos 60p. A câmera tem opção de streaming de vídeo 4K/60p utilizando uma porta HDMI que permite monitorar a gravação e transferência de dados. De fato, afirma a Canon, “esta é a primeira DSLR híbrida” do mercado.

A câmera 1D X Mark III chega ao mercado com processador DIGIC X e o sensor único de 20 megapixels funcionam em condições de pouca luz com um ISO de até 102400 que pode expandir até 812600


TVs 8K

O relatório da CTA afirma que o 4K está começando a aumentar no mundo, e prevê que as TVs de alta definição 4K (4K UHD) representarão quase 50% das novas TVs vendidas em 2020, a maior proporção de vendas em sua história. Isso representa um aumento de 10% em relação ao total estimado para 2019 e pode ser porque o preço médio caiu pelo segundo ano consecutivo.
A Sony lançou a sua nova TV, Z8H Full Array, uma TV 8K de tela grande com design One Slate fino que não utiliza a tecnologia OLED, e tem a função de escurecimento local. O dispositivo funciona com suporte a Dolby Vision e Atmos, mas não suporta HDR+. Mesmo assim, a empresa afirma que a cor e o contraste “tornam-se mais realistas” porque utiliza a solução “object-based HDR remaster” que realiza “a remasterização HDR analisando cor dos objetos individuais na tela e ajusta o contraste, ao contrário do que acontece na maioria dos televisores, em que os ajustes de contraste são efetuados de acordo com uma curva de contraste do preto para o branco. Uma vez que os objetos são remasterizados individualmente, este televisor reproduz imagens mais realistas, com texturas mais detalhadas e uma maior profundidade”.
A Sony disse, ainda, que o X1 Ultimate utilizado nesta solução é duas vezes mais rápido do que o X1 Extreme, já que “analisa e processa dados com precisão, para enriquecer as imagens 8K com quatro vezes a resolução do 4K para detalhes e texturas realistas. Até as imagens em 4K e 2K são melhoradas para quase 8K pelo 8K X-Reality PRO, por meio de uma base de dados 8K única. A resolução de cada objeto é otimizada pela Object-based Super Resolution para reproduzir texturas praticamente reais”.

Na nova TV ZH8 da Sony o contraste é ainda mais acentuado pelo X-tended Dynamic Range PRO4, que ajusta o brilho para picos mais elevados e negros mais profundos nas sombras

A nova TV trabalha com um processador de imagem X1 Ultimate da Sony, e como os outros produtos de sua linha “máster”, utiliza Android TV com o Google Assistant, a Google Play Store e o Chromecast.
Na CES 2020, a TCL revelou a primeira tecnologia Mini-LED de próxima geração da marca, a tecnologia Mini-LED Vidrian que se transforma “na primeira retroiluminação de TV do mundo com o circuito de condução de semicondutores e milhares de mini-LEDs da classe de micrômetros diretamente infundidos em um substrato de vidro cristalino. A tecnologia Mini-LED Vidrian é a próxima etapa a promover o desempenho da imagem de alta resolução em televisores LCD/LED para níveis incomparáveis de contraste nítido, iluminação brilhante e desempenho de longa duração altamente estável. Quando combinada com os grandes painéis LCD de 8K da TCL, esta tecnologia de retroiluminação de alto desempenho permitirá aos consumidores desfrutar de uma experiência imersiva em todas as condições de iluminação”, afirma a empresa em comunicado.

Hisense apresentou no Media Days Conference, em um hotel de Las Vegas, a sua nova TV LCD XD9G de célula dupla que coloca dois módulos de cristal líquido, um sobre o outro, dentro de um único gabinete

Hologramas
A visualização de hologramas merece destaque já que com a combinação de software e hardware conectados já é possível exibir imagens em 3D. A Hypervsn apresentou uma solução que permite projetar hologramas que parecem estar flutuando no ar. Esta solução chegou a Las Vegas com uma biblioteca gerenciada por uma plataforma baseada em nuvem. A apresentou jogos holográficos, como ênfase em um demo de um quebra-cabeça em 3D “com realismo e imersão absolutos” que permite adicionar “uma nova dimensão aos jogos com tecnologia 3D interativa” já que não utiliza fones de ouvido, afirmou a empresa em comunicado, reforçando que este tipo de jogos funciona com o conceito de “Hyper-Faces”, onde o usuário poder interagir com uma versão holográfica do seu rosto usando um filtro 3D ao vivo para alterar sua aparência física com objetos animados, máscaras e tipos de personagens, por exemplo.

A UHD Alliance apresentou o seu Filmaker Mode, o que considera o novo modo de imagem de TV UHD que pretende preservar a intenção criativa e proporcionar experiência cinematográfica aos usuários

Iluminação inteligente
Inovação também representa design e conforto. Assim, a Signify, novo nome da Philips Lighting, apresentou luzes tanto para ambientes internos quanto externos. As externas incluem luminárias de parede e luzes de caminho, cada uma com a capacidade de exibir 16 milhões de cores e 50.000 tons de luz branca. A Signify anunciou também uma nova seleção de baixa tensão de luzes externas, e uma atualização da Play HDMI Sync Box, disponível em breve, que contará com a funcionalidade de controle de voz, oferecendo suporte a Alexa, da Amazon, Siri, da Apple, e Assistente Google.