• PT
  • EN

Migração AM-FM conta com mais de 700 rádios ativas em FM e mapeadas pelo guia Dials FM/AM do tudoradio.com

Conteúdo tudoradio.com

Passou de 700 o número de estações originadas na faixa AM que já estão ativas no dial FM e mapeadas pelo guia Dials AM/FM do tudoradio.com. Mesmo com a crise causada pelo novo coronavírus, o mercado brasileiro continua observando uma evolução da migração AM-FM, esta que segue se movimentando nos mercados com espaços no chamado “dial FM convencional”, ou seja, entre 88.1 FM e 107.9 FM. O número alcançado até o final desta matéria é 703 migrantes AMs ativas no dial FM. Essas mudanças também são registradas pelo Mapa da Atualização do tudoradio.com.

“Chegar ao número de 700 emissoras migrantes como o levantamento do tudoradio.com acaba de constatar, é realmente um marco histórico para a migração do AM para o FM”, afirma Eduardo Cappia, engenheiro líder do comitê técnico da AESP.

“Se considerarmos que o processo foi iniciado em 2013, com toda essa dificuldade econômica e de processamento que enfrentamos hoje, a conquista de 700 emissoras no ar representa mais de 900 contratos de migração assinados”, lembra Cappia, engenheiro que também atua como conselheiro da SET.

Cappia também considera que a marca de 700 migrantes ativas é um sucesso do processo de migração AM-FM. “Lembrando que nós éramos 1781 emissoras em canais de Ondas Médias e hoje já temos 1200 ou 1300 com frequências em FM determinadas. Restam cerca de 400 canais com frequências para serem consignadas entre a faixa convencional e estendida de FM”, completa o engenheiro.

Processo por estado

O estado do Paraná é quem tem o processo de migração AM-FM mais adiantado, impulsionado também pelo uso do FM convencional em mercados como Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa. Já são 93 estações originadas na faixa AM que estão ativas no dial FM, segundo registro do guia Dials AM/FM do tudoradio.com.

Minas Gerais, estado com o maior número de estações de rádio no Brasil, aparece com 83 migrantes AM-FM mapeadas, também tendo rádios ativas em grandes centros, como Uberlândia, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros, Divinópolis, Poços de Caldas, Ipatinga, entre outros. Belo Horizonte ainda aguarda a faixa FM estendida (saiba mais).

São Paulo, com 81 emissoras migrantes ativas em FM, também possuí um numero elevado de rádios mapeadas pelo Dials AM/FM do tudoradio.com. Porém, regiões populosas e importantes como São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Piracicaba, Taubaté, entre outros, ainda aguardam por espaços no espectro FM.

O Ceará, estado que inaugurou o processo em 2016, conta com 36 emissoras mapeadas pelo guia. Veja aqui o levantamento completo.

Matéria completa aqui.