• PT
  • EN

Covid-19 mexe com a rotina de TVs, rádios, cinemas, streaming e todo mercado audiovisual

Em meio a pandemia do vírus Covid-19, o Governo Federal decretou na última sexta-feira, 20 de março, que internet, telecomunicações  são essenciais para a sociedade, logo, não podem parar mesmo com estado de calamidade pública e com recomendação de quarentena.

As notícias sobre o setor se multiplicam exponencialmente conforme a pandemia avança. Selecionamos algumas para você se informar rapidamente:

Entidades do setor

ABERT apresenta demandas do setor da radiodifusão ao MCTIC. ANEEL suspende cortes de energia

Abratel – Radiodifusão: serviço essencial para combater o coronavírus

Abratel pede isenção do pagamento do sinal por meio de banda satelital

Abert – jornais unidos contra o coronavírus

Órgãos Públicos

MCTIC divulga prioridades do Ministério de 2020 até 2023

MCTIC classifica serviços de Comunicações e Postais como atividades essenciais

Governo Federal: Decreto 10.282 – Telecomunicações e internet como atividades essenciais  

Mercado

União contra a Covid-19: Rádios do Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Curitiba e outras FMs de São Paulo aderem à causa

Coronavírus: Rádio, TV e jornais impressos registram índices a partir de 50% para confiança sobre informações relacionadas à pandemia

Mercado em meio à pandemia

Netflix e YouTube confirmam medidas para diminuir tráfego no Brasil

Startups contra o coronavírus

Tecnologias que ajudam no combate contra o coronavírus

Coronavírus faz surgir novas profissões

Setor de comunicação digital cresce em meio à pandemia

Oportunidades para o jornalismo em meio à pandemia

Facebook anuncia redução de qualidade de vídeo; Netflix expande medida

Globo reduz qualidade de vídeo para viabilizar tráfego na Internet

Só nesta semana, TV Globo teve 23% a mais de audiência

Além de adiar estreias nos cinemas, Disney interrompe produções de filmes e séries

Redes Cinemark e Cinesystem suspendem atividades temporariamente

PlayPlus libera acesso aos jornais, novelas e programação infantil

Fontes: Tudorádio, Tela Viva, Abratel, Abert, MCTIC, Revista Exame