• PT
  • EN

A SET se reinventa

Editorial

O primeiro semestre de 2020 foi um grande teste de resiliência para os mercados globais e para as indústrias como um todo. Para o setor de tecnologia e negócios de mídia e entretenimento, não foi diferente. Com o isolamento social, as empresas tiveram que se adaptar rapidamente às exigências sanitárias.
A SET tem estado ao lado dos profissionais e das empresas neste momento de crise, promovendo espaços de compartilhamento de informações sobre as principais inovações e estratégias. Desde abril, milhares de profissionais do Brasil e do mundo têm acompanhado as séries de encontros online promovidos por nossa entidade. Os objetivos da SET são fomentar a atualização profissional, aumentar as oportunidades de negócios e ajudar no desenvolvimento do setor como um todo.
No dia 2 de junho, tive o privilégio de moderar uma conversa incrivelmente esclarecedora com meus parceiros Raimundo Lima (SBT), Paulo Rabello (Globo) e José Marcelo Amaral (RecordTV). Eles falaram sobre as adaptações nos times, nas rotinas e nos processos. Produções em andamento foram canceladas, houve um aumento na exibição de conteúdos de arquivo, departamentos inteiros tiveram que se adaptar ao home office e medidas sanitárias foram introduzidas em todas as áreas rapidamente.
Ao mesmo tempo, novas oportunidades surgiram. O jornalismo foi exponencialmente valorizado, mostrando a relevância dos meios, TV e rádio para levar informação com credibilidade à população. As TVs se tornaram a melhor fonte de informação sobre a pandemia.
Com o cancelamento dos eventos esportivos, as reprises de eventos históricos foram grandes momentos que uniram diferentes gerações, seja para conhecer ou para matar as saudades de títulos, campeonatos e grandes heróis. E, com as “lives”, os shows migraram das arenas e salas de espetáculo para as redes sociais e para a TV aberta.
No dia 5, nosso companheiro Oscar Simões (ABTA) recebeu Sky, CNN, Discovery, Claro e Globo. Eles fizeram um riquíssimo debate sobre como a pandemia tem afetado os negócios das TVs por assinatura. O isolamento social veio aumentar a relevância dos canais pagos, como também dos serviços de streaming, que viram um bom crescimento de novos assinantes. As famílias viram na TV, no rádio e nos serviços de streaming importantes aliados para obter informação e entretenimento dentro de casa.
Mesmo os governos reconheceram a importância. No episódio do dia 10 de junho da brilhante série SET Business Webinars, idealizada pelo amigo Roberto Franco (SBT), essa questão ficou evidente. Em alguns estados do país, redes de ensino público estão usando a TV para levar conteúdo programático aos alunos que não têm acesso fácil à internet e a smartphones, buscando meios de inclusão confiáveis e de fácil acesso. Afinal, 98% dos lares brasileiros têm um aparelho de TV.
O segundo semestre de 2020 ainda será de incertezas. No entanto, muitas lições foram aprendidas neste primeiro momento que nos ajudarão a planejar as novas estratégias e os novos meios de enfrentar o cenário.
Buscando renovar-se, a SET já prepara mudanças expressivas para continuar levando conteúdo relevante à sua comunidade de associados e apoiadores. Tenho certeza de que juntos podemos fazer muito mais e superar as exigências do momento com criatividade e perseverança.
Vejamos este primeiro semestre como uma grande vitória.
Meu convite final é para você se juntar a nós, tornando-se um associado.

Minhas saudações.
Cuide-se!

Carlos Fini
Presidente da SET