• PT
  • EN

IRT deve fechar as portas, revela The Broadband TV News

Fonte: Broadband TV News

O IRT, o Instituto de Pesquisa de Tecnologia das Emissoras Públicas da Alemanha, Áustria e Suíça, será encerrado.

Em uma reunião especial entre os associados, nenhum modelo viável para a continuação do instituto foi encontrado. A decisão foi anunciada na noite de 31 de julho. Apesar dos “esforços intensos”, “não era possível desenvolver uma perspectiva econômica confiável para o futuro”.

Isso significa o cancelamento de todos os contratos a partir de 31 de dezembro de 2020. Um plano social deve ser elaborado para os cerca de 100 funcionários.

A emissora alemã ZDF deu o pontapé inicial com o encerramento das atividades do instituto em dezembro de 2019. Na ocasião, um porta-voz da ZDF se referiu ao escândalo da IRT sobre a perda de royalties por direitos de patente no valor de vários milhões de euros. Além disso – devido à penetração da TI em todos os processos de produção – as necessidades da ZDF de conhecimento específico de transmissão, conforme fornecido pelo IRT, foi diminuindo, explicou o porta-voz.

Como conseqüência, outros associados também cancelaram seus contratos para não assumir os encargos de pagamento da ZDF.

No instituto, que foi fundado em 1956 e está localizado nas instalações da afiliada bávara da emissora pública ARD, em Munique, novas tecnologias e processos em mídia e radiodifusão são testados e desenvolvidos. Muitos deles agora são padrões globais, como o formato MPEG de compactação de dados de vídeo e áudio e o padrão HbbTV de TV inteligente interativa. Recentemente, uma continuação da IRT com um escopo reduzido de tarefas havia sido discutida.

O fechamento do Instituto ocorre em um momento em que a experiência em broadcast é mais crucial do que nunca para garantir o futuro da radiodifusão pública. Por exemplo, o IRT tinha um papel internacional de liderança no desenvolvimento e teste do 5G Broadcast, o modo de transmissão do novo padrão de rede móvel 5G, que agora está ameaçado.

Os participantes do setor abordados pela Broadband TV News, depois que a decisão foi anunciada, ficaram indignados: “Eu temia que isso acontecesse. No entanto, estou sem palavras “, uma voz disse, enquanto outra comentou:” Que pena, uma vergonha para as emissoras públicas “. Havia também uma preocupação: “Pagaremos o preço por essa decisão agora tendo que comprar inovações e patentes a alto custo do exterior”.