• PT
  • EN

NABShow Express 2020

Como um sinal do tempo que vivemos, a NAB realizou o seu evento anual com quase um mês de atraso e em formato online. Teve mais de 100 sessões ao vivo, além de um exclusivo Marketplace Solutions, e 40 mil participantes virtuais de todo o mundo

por Fernando Moura, em São Paulo

O presidente do NAB, Gordon Smith, disse em live que as emissoras norte-americanas doaram, até o momento, “quase 100 milhões de dólares em tempo de antena” na transmissão dos spots da NAB para ajudar a impedir a propagação do COVID-19
© Foto: Reprodução

NAB Express começou quase como sempre, com as palavras do seu presidente, Gordon Smith, mas desta vez via streaming e, ao que parece, desde o seu escritório em Washington DC, capital dos Estados Unidos, de onde afirmou que esta “nova experiência” de feira e congresso online muda muitas coisas, mas mantém a essência, que é ver como a indústria avança e se transforma.
Segundo os organizadores, o evento teve um bom envolvimento e aceitação, já que teve 40.000 participantes de todo o mundo que “se envolveram com conteúdo por meio de fluxos de mídia social, programas parceiros e diretamente via https://nabshow.com/express/. No total, os participantes consumiram mais de 1,6 milhão de minutos de conteúdo de vídeo através dos canais de transmissão do evento, vídeos sob demanda e fluxos de mídia social durante a semana passada”, afirmou em comunicado a NAB (National Association of Broadcast).
A experiência digital colocou online o NAB Show, NAB Show, com conteúdo relevante em palestras e seminários e soluções de 1.479 empresas expositoras. O NAB Show Express continua a oferecer acesso gratuito a mais de 200 sessões educacionais sob demanda, conversas com executivos, recursos e exposições. O registro permanece aberto até o final de agosto de 2020.
“Entendemos o quão importante o NAB Show é para o nosso setor e estamos entusiasmados em oferecer o NAB Show Express para ajudar a nossa comunidade a permanecer conectada durante esse período difícil e fornecer informações críticas, inspiração e soluções para ajudar o setor a avançar”, disse o presidente do NAB, Gordon Smith, na avaliação do evento.

@Foto: Divulgação

No seu tradicional keynote de boas-vindas, Smith disse que nos últimos dois meses conversou com muitos broadcasters e sentiu dor e empatia com as decisões muito difíceis que estão tomando. “Alguns tiveram que contrair empréstimos para cumprir com folha de pagamento. Alguns tiveram que deixar de lado pessoal confiável e capaz. E alguns, lamento dizer, tiveram que fechar completamente suas portas. Não sabemos quanto tempo essa pandemia vai durar ou quais os efeitos duradouros dela sobre a nossa economia. Mas há uma coisa que eu sei, as emissoras suportam. Agora você está no vale mais sombrio, mas saiba que está na linha de frente desta batalha, e eu quero que você saiba que a NAB está junto a você”.
Segundo Smith, que também é senador norte-americano, a NAB Show Express 2020 é uma forma de continuar o trabalho realizado pela Associação. “Nossa grande indústria persiste nos últimos cem anos por causa do papel indispensável e insubstituível das emissoras em todas as cidades. E duraremos pelo menos mais 100, porque o broadcaster é a espinha dorsal dos países”.

© Foto: CBS/ReproduçãoSe

Se quer saber mais sobre o The Dhis, assista à palestra de Greg Jarvis na NAB Express no QR acima

Entre as mais de 200 palestras, destaque para o projeto “The Dish”, um protótipo de aplicação interativo em ATSC 3.0 desenvolvido para o popular programa da cadeia norte-americana, CBS, no seu CBS This Morning Saturday. Na palestra, Jeff Glor, executivo da CBS News, e Greg Jarvis, VP e Manager General da Fincons US, analisaram e explicaram as principais funcionalidades do aplicativo implementado para levar interatividade ao telespectador. Basicamente, o The Dish, pensado como uma das estratégias da emissora para seu avanço ao NextGen TV, desenvolveu, baseado no ATSC 3.0, um aplicativo interativo personalizado para este programa de entretenimento que, segundo Glor, “aumentará o envolvimento dos espectadores e apresentarão novas oportunidades de negócios”, já que juntam a imagem UHD com áudio imersivo com conectividade broadband “permitindo experiências interativas”.
A aplicação, que foi desenvolvida pelo Departamento Técnico da NAB e a Fincons Group, permite que as novas Smart TVs da Next Gen possam executar aplicativos interativos que peguem informações pela Internet e as apresentem como parte da transmissão. “Quando o espectador estiver interessado em envolver-se com o aplicativo, ele poderá obter uma ampla variedade de benefícios simplesmente usando o controle remoto para selecionar e navegar nos menus que estarão disponíveis na tela”, disse Glor.
Assim, o The Dish oferece aos telespectadores a oportunidade de aprender mais sobre o chef em destaque em um programa de culinária, incluindo a compra do seu livro. “Os espectadores também podem baixar ou compartilhar receitas. Melhor ainda, podem comprar todos os ingredientes para uma receita e recebê-los em casa. Quão legal é isso? E se você quiser saber mais do programa também oferecemos acesso a episódios sob demanda e a todas as outras programações da CBS All Access”, finalizou o executivo.
Jarvis afirmou que o aplicativo foi desenvolvido em carrossel e pode ser manipulado apenas com o controle remoto e enquanto o programa está no ar vai fornecendo informações ao vivo sobre as diferentes situações que se passam na emissão. “Quando o chefe fala dos ingredientes aparecerá na tela do aplicativo a lista dos ingredientes que poderá ser enviada via e-mail, Facebook ou ao telefone, porque nossa ideia é fornecer a maior informação possível ao telespectador”.

Continuará…